FC Porto 2 Rio Ave 1

29/11/2009

Mais um jogo sofrido, aos repelões, sem eficácia e onde as coisas parecem acontecer por acaso! Como é possível tantos passes transviados! Venham melhores dias e depressa, afinal estamos apenas a três pontos da perfeição?!

 

Anúncios

FC Porto 0 Chelsea FC 1

28/11/2009

Mais uma vez se perdeu um jogo que dava precisamente essa sensação desde os primeiros momentos. Era um jogo perdido, só não se sabia quando. Também o Chelsea, não sabia exactamente quando, mas sabia que ganharia porque é uma equipa sólida, tem uma estratégia eficaz e não esquece os pormenores. Tudo o que o FC Porto não é, não tem e não faz. Para além disso,  a classe individual dos jogadores inclina ainda mais o prato da balança. Como ninguém se decidia, que tal uma pequena ajuda? E se tirássemos Varela, que até então tinha equilibrado o seu lado, ajudando em tudo, defender, pausar, atacar, poupando-o para o Rio Ave, e metêssemos Hulk e…? O resultado seria o mesmo no final? Seria, mas o Chelsea teria de arranjar outra forma de o fazer! Outra pergunta ainda: porque é que a equipa fica tão desiquilibrada quando Hulk perde a bola bem lá na frente? Algumas respostas possíveis: os colegas querem mostrar isso mesmo, porque acham que ele deve passar a bola, os adversários são todos muito bons e conseguem sempre criar perigo ou fazer golo ou então não há solução para isso.

O que pode dar imprevisibilidade e imaginação ao futebol da equipa? Porque parece o campo enorme, com aquela forma de jogar? Onde está a equipa “à Porto”? Para onde foi a intensidade de jogo em todas as zonas do campo?

As respostas, palpita-me, não serão respondidas tão cedo. Ano zero? Com certeza que sim!


Marítimo 1 FC Porto 0

08/11/2009

As coisas estão tão mal que já não bastava oferecer os golos aos adversários. Porque falhar um lance pode não render golo ao adversário, agora também já o marcamos, não vá o jogo ficar empatado. Depois, toda a gente já sabe que depois de sofrer num golo, o melhor que pode acontecer é empatarmos. Tenho de confessar, que bastou ver os primeiros minutos para adivinhar o que ia acontecer, ou melhor quase adivinhar porque ninguém adivinha um golo na própria baliza. O jogo da equipa está chato, dá sono, mesmo àquela hora. Desisti após o golo!

Avisem-me quando aqueles jogadores forem uma equipa!

apereira


Apoel 0 FC Porto 1

05/11/2009

Regresso à Champions, com um jogo recheado de oportunidades criadas, e onde apenas uma foi convertida. Jogo quase exemplar, defensivamente falando, um pouco menos perfeito no meio-campo e na frente e completamente desastrado na concretização. Quantos golos se marcarão por jogo, quando se aproveitarem metade das oportunidades mais evidentes? Até lá, é preciso esperar e esperar até ser marcado um golo que sossegue os espíritos e transforme o resultado. Alheia a todas as críticas, a equipa só pode crescer, entretanto alguns jogadores vão-nos exasperando com os seus passes errados, faltas desnecessárias e egoísmo desmesurado.

falcao