Paços Ferreira 0 FC Porto 3

20/12/2010

Entrada forte, tão forte que tudo poderia ter acabado num instante, mas faltou o malvado poder de concretização que distingue as super-armadas das outras. Levado o jogo para a segunda parte, tudo poderia ter acontecido mas chegou a estrela de campeão, que protege e desvia até as bolas fáceis. Fim de jogo com dois golos, já não muito esperados, mas que até já deveriam ter entrado no primeiro tempo. Imbatíveis, espera-os umas merecidas férias, regressem então com a vontade de levar tudo à frente. Porque saíu Falcao ao intervalo? Talvez para apanhar o avião? Podia ter corrido bem mal!

Anúncios

FC Porto 3 CSKA Sofia 1

16/12/2010

Mais competência, sem brilhantismo ou quando a competência é o brilhantismo. Marcando o ritmo do jogo, apenas uma falha defensiva possibilitou o golo adversário, que foi incapaz de responder às acelerações quase que programadas, pondo em destaque alguns dos executantes. James marcou mais uma vez e parece afirmar-se como uma alternativa séria a Varela. Todos entram com acerto, e não parece haver baixas numa equipa verdadeiramente equilibrada.